Cuidados na prática de exercícios no frio

Exercício no frio

Estamos passando pelo inverno aqui no Brasil. A chegada de uma massa de ar fria promete derrubar as temperaturas em todo o país. As previsões meteorológicas apontam que as temperaturas na Serra Gaúcha podem até gerar a sensação térmica de – 25ºC.

Por mais que o tempo seja muito bom para ficar na cama e tomando chocolate quente, se você clicou neste artigo, talvez não seja essa a sua intenção. Inclusive, o frio pode ser um aliado na prática de exercícios.

O frio pode ser um aliado na perda de peso, uma vez que seu organismo naturalmente está trabalhando mais para manter a temperatura corporal estável. Mas para tirar os benefícios da prática de exercícios no frio, é importante tomar alguns cuidados e é sobre isso que falaremos a seguir.

O impacto do frio em nosso corpo

O tempo frio nos dá a sensação de que o nosso corpo responde melhor à sobrecarga e que podemos pegar mais pesado em nossa rotina. Mas a realidade não é bem essa.

Como dissemos anteriormente, o nosso corpo precisa gastar mais energia no frio para manter a nossa temperatura corporal estável. Uma das consequências disso, além da maior disposição em perder calorias, é a vasoconstrição, que é quando os vasos sanguíneos se contraem, para evitar a perda de calor.

Quando estamos realizando exercícios, o nosso coração acelera e por causa da vasoconstrição, especialistas afirmam que o frio pode contribuir para a incidência maior de infartos, portanto, quem possui problemas como pressão alta ou lesões coronárias deve se atentar a essa temperatura.

Solução: pegue mais leve

Fazer exercícios com intensidade menor, além de reduzir os riscos de infarto, contribui para que você evite se machucar, uma vez que, com o corpo mais frio, o risco de lesões aumenta. Portanto, converse com seu coach ou personal trainer para ter certeza de que a sua rotina está adequada e que não vai te oferecer riscos.

Caso você sinta diferença drástica no seu desgaste, não hesite em conversar com esses profissionais para eles avaliarem se é só uma questão de adaptação ou se o treino precisa ser alterado.

O aquecimento é ainda mais fundamental

No frio, o nosso corpo contrai mais os músculos para nos manter aquecidos, o que causa sensação de que “estamos duros” quando começamos algum alongamento. Por isso, o risco de lesões pode aumentar.

Se no calor o aquecimento é indispensável, imagine no frio? Seu corpo precisa estar preparado para os exercícios que serão realizados, portanto, não pule essa parte que se mostra ainda mais importante para o seu bem-estar físico.

Antes de começar os treinos você pode fazer caminhadas de 15 a 20 minutos, polichinelos, alongamentos ativos (repetitivos) e até pedir para seu personal ou coach montar novos aquecimentos. O ideal é que seja mais intenso do que no calor.

Use roupas adequadas

Roupas para se exercitar no frio

Além de ajudar o seu corpo a manter a temperatura e proporcionar maior conforto térmico, usar roupas de frio adequadas para exercícios também ajudam no aquecimento para que os músculos não fiquem tão rígidos. Dê preferência para calças e roupas que cubram uma grande parte do o corpo e evite shorts ou tops.

Mas até no inverno é preciso ter moderação na quantidade de vestimentas que você usará para se exercitar, tanto para o seu conforto quanto para a sua saúde. Use agasalhos confortáveis para começar o aquecimento, mas retire-o conforme o seu corpo esquentar naturalmente com o estímulo dos exercícios. Assim você evita complicações causadas por hipertermia.

Mantenha a hidratação em dia

Por mais que o nosso corpo perca menos água através da transpiração, quando a temperatura cai, o organismo continua consumindo água e liberando o excesso pela urina.

Além de diminuir os riscos de desidratação, beber água é importante para evitar doenças como pedra nos rins. Portanto, continue se hidratando.

Evite o contato com o chão frio

Evite contato com o chão frio

Essa aqui vale para vestiário, para casa e até na hora de fazer um aquecimento no chão. No frio, é comum as pessoas ficarem resfriadas ou gripadas e o contato com o chão frio facilita com que essas doenças apareçam.

+ LEIA MAIS: As principais aplicações dos pisos emborrachados

Então, saiu do chuveiro? Coloque um chinelo. Vai fazer algum alongamento no chão? Use um colchonete ou procure um local que tenha pisos emborrachados. Dessa forma, você evita contato com o chão frio e tem muito mais conforto nos exercícios.

Quer ficar em casa?

Os pisos de borracha podem ser aliados no conforto e na saúde dos praticantes de exercícios. Duas de suas principais características são a absorção de impacto e o fato de ser antiderrapante, amortecendo quedas e prevenindo lesões e escorregões.

Ao testarem os benefícios desse produto na academia ou em box de CrossFit, muitas pessoas decidem usá-lo em sua academia caseira ou Home Box. Você é uma dessas pessoas e que saber mais sobre os pisos emborrachados? Então clique neste link e converse com a Rubber! Tiraremos todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Newsletter

INSCREVA-SE E RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!

Entre em contato pelo Whatsapp